Labirintos

Padrão

“O encontro do labirinto é considerado pelos gnósticos como um símbolo de iniciação. Em seu percurso haveria um centro espiritual oculto, uma dissipação de trevas pela luz e o renascimento pessoal. Nesse sentido, a superação seria encontro da verdade ou opus”. Achei essa definição, numa de minhas navegações pela internet. Labirintos sempre me encantaram. No início, porque têm a ver com essa coisa de esconde-esconde dos jogos infantis, além do desafio de se chegar ao outro lado. Depois, em função da analogia com a própria vida: quantas vezes, não nos sentimos presos a um?

O Labirinto do Fauno, um filme de Guilhermo Del Toro, 2006, de certa maneira, faz a mesma analogia que os gnósticos: no labirinto, existe um centro espiritual oculto e seu percurso é um pouco a jornada do herói. Os desafios da pequena Ofélia, personagem central do filme, numa Espanha dominada pelo ditador Franco, visitam o mundo da “realidade” e “fantasia”, confundindo um e outro, ou quem sabe mostrando que os dois, de alguma forma, se encontram. Do mesmo modo, a analogia premente entre o que podemos chamar de “mundo consciente” e “mundo do inconsciente” convida o telespectador para uma viagem dentro de si.

Afinal, quais são os nossos labirintos? Quais desafios teremos de enfrentar nesses dois “mundos”, a fim de libertar o herói (o príncipe ou a princesa) em nós? Onde está, tal qual Ofélia encontra, a trilha subterrânea que nos levará a entendermos a nós mesmos? Mais: a curar nossas emoções de tal forma que possamos unificar esses mundos e viver de forma plena?

Jossânia Veloso

Anúncios

Escreva seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s