Fazer render o caminho

Padrão

caminhoNão corras. Não tenhas pressa. Aonde tens que ir é só a ti. (Juan Jimenez)

Há que se vencer o medo da diferenciação, proximamente ligado à construção da identidade pessoal, pois para prosseguir no caminho, muitas vezes, é sensato morrer para um determinado estado de ser a fim de ressurgir para um novo estado.

Por exemplo, numa determinada situação cotidiana nem sempre a escuta ao Si-mesmo é celebrada, mas sim a escuta derivada do ambiente externo, o que pode dar lugar a um conformismo que instala, com o tempo, fugas e distrações resistentes ao processo da individuação.

Escutar o desejo do coração, o íntimo, para singrar, ainda que envolvido em incertezas,  em direção ao estado criativo e, com isso, superar o medo de ser rejeitado ou reprovado pelo meio em que se vive. Infelizmente, muitos indivíduos fixam-se nesse medo, o que resulta em sofrimentos e desajustes.

Tornar-se uma pessoa é um itinerário. Assim, se o indivíduo for capaz de escutar-se profundamente, de investigar  os medos, as aptidões latentes e as resistências não confessadas, alcançará acesso ao próprio pensar, ao próprio sentir, à própria trama que fomenta os recursos indispensáveis para a realização de uma identidade pessoal equilibrada.

O que nos chama é a tarefa do caminho. E essa tarefa, no geral, está dissociada da normose social e dos padrões massificados, à medida que o comprometimento sincero com esse chamado nos habilita para firmar a travessia dos medos e das ilusões… 

Simplesmente nos cabe o compromisso com o autoaprimoramento, intrinsecamente ligado a pequenas (ou grandes) transformações. Essa metanoia gradativa depende do despertar da letargia que permeia o mundo, solicitando de cada um de nós a transcendência da ignorância existencial, pois a vida traz latente o propósito que não serve somente ao sofrimento e à finitude, mas, sobretudo, ao amor e à florescência, afastando-nos, desse modo, da estagnação evolutiva.

Eugênia Pickina

Anúncios

Escreva seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s