Interlúdio

Padrão

van-gogh-vincent-giardino-fiorito-2403792O fim do embotamento (causado, largamente, pela violência simbólica)  seria, arrisco, também o fim da falta de sentido, pois exaustos com este modo de vida, moderno, e em busca de novos renascimentos, teremos de integrar o feminino e o masculino, teremos de valorizar o amoroso encontro.

Se imaginar é ver com o sentimento, a cada dia um aspecto enraizado na visão polarizada nos maltrata e nos convida à mudança, pois o que haverá melhor do que o reconhecimento das diferenças, segundo a totalidade da lógica da alteridade?

Esta velha angústia moderna que já tem séculos… Ela transbordou em tecnologias e (des)razões premiadas, mas que absorveram realidades de nações  e povos com metas amargamente ligadas à dor e ao mal-estar de almas castradas e exploradas.

Saramago alegou: “O mundo esquece tanto que nem sequer dá pela falta do que esqueceu”.

Não sei, mas no meu coração, sintonizado com mares e terras, sinto a alma dos semelhantes em busca de fortalecimentos e proteção arqueticamente articuladas às forças yang e yin, que ensejam trabalho e repouso, ação e acolhimento.

Fernando Pessoa poetou que a “humanidade esquece, sim, a humanidade esquece, mas mesmo acordada a humanidade esquece. Exatamente. Mas não durmo”.

De novo, mas voltados para dentro e em estado de vigília, podemos ruminar o fato de que não há acaso de rua nem de mundo. Tornamo-nos nossas feridas, mas o que amamos também, e podemos reparar o invisível que jorra no visível. Mais: deixar-se conhecer-e-fazer para vastamente sentir e, consequentemente, ser.

Pouco a pouco, então, o efeito de embotar-se será dissolvido, pois representará a ruptura com o ciclo repetitivo de papéis e complexos. E passaremos a abraçar, no lugar de evitar, as múltiplas metas da vida. Desse encontro o resultado será existir, então, desapegado do suposto para viver com mais plenitude o Si-mesmo.

Eugênia Pickina – Palavra Terra

 

Anúncios

Escreva seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s