Igualdade e diferenças

Padrão

20120801-231633.jpg

As palavras têm asas e alcançam pessoas, burilam sentimentos, sustentam emoções, cativam sonhos e imaginação. Por isso a responsabilidade do que expressamos, contamos, dividimos.
Sim, sob a direção de nossas palavras encontros e relacionamentos são elaborados, pondo fim a exílios, provocando sutis mudanças no mundo e contínuo aprendizado e renovação.
Hoje, com a Internet, pessoas se desligam da condição geográfica (local) e criam encontros como num caracol sempre crescendo, fincando latitudes em outra “ordem” de geologia e desse modo criando/inventando a oportunidade de reunir esforços, experiências, saberes, soluções e (novas) perguntas, segundo uma composição de solidariedade, largamente aberta à lei da sincronicidade, reguladora de tudo o que nos une e aproxima, enquanto seres em evolução.
E isso pode, pouco a pouco, causar ao mundo, no lugar de fronteiras fixas, a justa dignidade de enlaçar igualdade e diferenças. Gradualmente, fortalecer nos indivíduos o gosto pela compensação espontâneade se abrir a histórias remotas e que não ouviríamos caso o “mundo virtual” não existisse…
Somos, nesta época de mudanças fortes, aquel@s que comungam culturas distintas e problemas comuns… E nos vemos como peregrinos de uma Gaia bendita e espoliada pela dura tarefa de nos abrigar  – ah! este amor sem fim.
Assim, caso enfrentemos  as ilusões que tiranizam a vida (e a nossa própria vida) e que nutrem por meio de crenças os preconceitos (étnicos, religiosos, culturais etc.), correremos menos o risco de nos fincar em uma cultura unilateral, que teme os artistas, os intuitivos, os visionários… Como efeito, poderemos lidar melhor com as mudanças e até as buscaremos com ânsia.
Contudo, lutemos contra o sentir distraído, que despreza o poder das palavras trocadas ao vento… Apenas com coragem e suporte (espiritual) cooperaremos com as (pequenas/grandes) transformações, porque amorosamente cientes de um fato singelo e que pode tornar nosso coração interminável: as folhas caem para voltar à terra.
Saudação helena!
Eugênia Pickina

Anúncios

Sobre Eugênia Pickina

Este blog surgiu de uma necessidade criativa, muito ligada ao desejo de partilhar experiências e perguntas, mas algo independente de prazos ou de Krónos. Pertenci, anos atrás, ao mundo acadêmico (professora de Filosofia do Direito). Mas um dia fui capturada pela terapia floral e hoje procuro me dedicar às práticas de educadora e jardinista (gosto de sugerir essências para crianças, mães/pais, e mesmo todo ser humano que precise de cuidados florais... Atendo também projetos sociais implicados com crianças e famílias disfuncionais/em risco. Para finalizar, porque senão isso fica muito longo, adoro literatura e fotografia e tudo que nos impulsione a viver vivos, levando a sério o fato de estarmos aqui para "mais um dia de colégio"...

Escreva seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s