Gratidão e amor

Padrão

20120807-165253.jpg

Qual a energia mais necessária para a manutenção da vida no Planeta? O amor e a gratidão.
Assim a energia do amor e da gratidão que carregamos conosco tem o poder de sustentar nossa harmonia e também levar felicidade para as pessoas à nossa volta.
Masuru Emoto explica que o “amor é a energia que damos aos outros e a gratidão é o que sentimos quando recebemos amor de outras pessoas. Em outras palavras, a mais grandiosa forma de energia é a que resulta da harmonia entre a energia de dar e a energia de receber”.
Quando o amor e a gratidão diminuem as vibrações negativas ganham espaço e geram sofrimentos, doenças, desastres ambientais e desagregações sociais… E na era em que vivemos, o enfraquecimento (ou a escassez) desses sentimentos podem provocar bloqueios criativos, desequilíbrios domésticos, comunicações hostis ou truncadas, guerras, conflitos intermináveis (Israel e Palestina, por exemplo) e o fortalecimento do cruel lema “cada um por si”.
Você pensaria: ” É muito difícil criar um mundo de paz sozinho”. Contudo, ao criar harmonia dentro de nosso campo pessoal, uma energia mais ampla de harmonia se espalhará, gradualmente, pelo mundo, envolvendo outros habitantes deste planeta.
E esse relacionamento entre amor e gratidão, orientando nossos sentimentos, pensamentos e atos, pode nos ajudar a viver gentil e pacificamente, além de criar um tipo de energia benéfica ao alcance de todos.
De forma simples, como energia irradia energia, procure livrar-se das emoções negativas. A tristeza, por exemplo, pode ser prejudicial às células do hipocampo, no cérebro, além de nutrir o risco do mal de Alzheimer. A inveja, por sua vez, pode prejudicar a glândula tireoide.
As emoções afetam diferentes órgãos do corpo porque cada emoção tem um determinado comprimento de onda (e fazem vibrar os átomos e moléculas do nosso corpo).
Ora. Sabemos o quanto é difícil evitar todas as emoções negativas. Contudo, com amor e gratidão você pode neutralizar todo tipo de emoção negativa que venha a sentir, afirma Masaru Emoto – e concordo com ele. Então, como medida corretiva, quando sentir uma delas emergir dentro de você, imagine a emoção oposta (ressentimento/gratidão).
Como viver? Masaru Emoto partilha uma “receita” singela: “uma medida de amor e duas medidas de gratidão”. Segundo seus estudos e pesquisa (com cristais de água), o equilíbrio da vida se faz com uma parte de amor e duas de gratidão… E se você não se esquecer disso no seu dia-dia, “sua vida será repleta de alegria e felicidade”.
Gratidão e amor!
Eugênia Pickina

Anúncios

Sobre Eugênia Pickina

Este blog surgiu de uma necessidade criativa, muito ligada ao desejo de partilhar experiências e perguntas, mas algo independente de prazos ou de Krónos. Pertenci, anos atrás, ao mundo acadêmico (professora de Filosofia do Direito). Mas um dia fui capturada pela terapia floral e hoje procuro me dedicar às práticas de educadora e jardinista (gosto de sugerir essências para crianças, mães/pais, e mesmo todo ser humano que precise de cuidados florais... Atendo também projetos sociais implicados com crianças e famílias disfuncionais/em risco. Para finalizar, porque senão isso fica muito longo, adoro literatura e fotografia e tudo que nos impulsione a viver vivos, levando a sério o fato de estarmos aqui para "mais um dia de colégio"...

Escreva seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s