Adeuses

Padrão

20120910-193620.jpg

Há um momento na jornada que devemos nos despedir do que não nos serve mais.Os tempos sinalizam que devemos exercitar a alma para aquilo que ainda não sabemos.
Sair da zona de conforto sempre gera muita intensidade, quando resistimos, e causa impacto se não estamos na aceitação.
Há um momento que temos que enfiar as mãos por dentro e arrancarmos o mal pela raiz.
Com os olhos do amor e coração firme, podemos nos dar o presente de libertação.Pode até doer, mas nos curará e nos tornará mais fortes.
Desapego é o maior dos desafios da jornada.
Carência impede o florescer do sentimentos reais e puros.
Atrelados ao desejos da mente somos como pássaros livres engaiolados, de asas e bicos cortados.
Mergulhar no raso não nos ensinará a nadar em mar aberto.
Repetir não nos faz fracos, mas também não nos dá autonomia.
Força interior requer coragem e pulsar forte.
Mas nada impossível para os que estão comprometidos com a evolução da alma. Portanto, o melhor é abrirmos as portas dos fundos e abençoar o que vai, o que não tem mais sentido em nossas vidas.
E na porta da frente, deixar a luz entrar com toda a força do amor.
Flores, incensos, velas perfumadas, essências raras e muita alegria, alegria para aguardar o novo que chega.
E nessa oferenda de paz, aceitação, silêncio e coração aberto, o amanhecer acontece em rara beleza.
Seja bem-vindo quem vai!

Por Tereza Ananda Hayaam

Anúncios

Escreva seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s