Relacionar-se e servir o Amor

Padrão

20121009-143610.jpg

Eu estava magoada com meu amigo:
Eu falei da minha mágoa, minha mágoa cessou.
Eu estava magoada com meu amigo:
Eu nada disse, minha mágoa cresceu e nos dominou.

O relacionamento consiste na união de duas pessoas e gravita em torno do mistério que é o Amor.
Este é um lado da existência, mas o outro lado requer a afirmação de uma personalidade individual, e, por isso, desenvolver esse aspecto deve corresponder à acentuação e ao reconhecimento das diferenças individuais – assim, nas condições do dia-a-dia, “José e Maria” logo se tornam reais um para o outro como seres humanos imperfeitos e atuais.
Assim precisaríamos deixar bem claro: a necessidade do desenvolvimento individual é o que valida o relacionamento.Somente seres separados podem relacionar-se, pois sem haver crescimento individual por parte das duas pessoas não pode ocorrer um relacionamento honesto e fecundo. Ao invés disso, um estado de identificação mútua (e estagnação) pode gradativamente impedir o desenvolvimento emocional e psíquico de ambos os parceiros.
Contudo, quando o princípio da individualidade se firma num relacionamento, é importante que as duas pessoas envolvidas sejam capazes de discutir seus interesses, suas diferenças e de aceitá-las.
No caso, seria significativo também se tivessem coisas em comum. Por exemplo, um casamento tem maior probabilidade de êxito quando o homem e a mulher possuem em comum metas, projetos e aspirações.
Uma palavra de alerta: ao discutir seu relacionamento, a pessoa pode, de forma preventiva, pôr em ordem as coisas dentro dela. Em seguida, considerar que ser parceiro em um relacionamento é algo extremamente importante, porém isso exige cuidado e atenção frequentes.
Assim sendo, uma mulher que vê o companheiro de mau humor, pode dizer: “Você parece preocupado, há alguma coisa que o esteja aborrecendo?” E um homem, ao suspeitar que sua companheira esteja ressentida, pode falar: “Tenho a impressão de que você está chateada comigo por causa de alguma coisa…”
A pergunta é: um relacionamento pode suportar o desgaste da vida diária? As idas semanais ao supermercado, a compra das panelas, a conta de luz, o plano de saúde, as discussões por causa da TV que iriam escolher, do preço que iria custar, e toda a bela estória de amor resistirá?
O amor real (mas humano!) começa apenas quando uma pessoa chega a conhecer a outra e quando começa a amar esse ser humano e a se preocupar com ele. Por esta razão, ser capaz de um amor – e um relacionamento – significa tanto estimular expectativas realistas em relação às outras pessoas como assumir o ônus pela própria felicidade (ou infelicidade), sem culpar o parceiro (ou a parceira) pelas nossas más indisposições ou frustrações.
Naturalmente, isso torna o relacionamento um problema difícil, em favor do qual devemos trabalhar; mas, felizmente, as compensações existem. Além disso, somente através deste caminho nossa capacidade de amar pode amadurecer. E, neste caso, o relacionamento pode perdurar e se tornar uma via de acesso para o autoconhecimento das pessoas envolvidas, deixando-as mais à vontade com a arte que é servir o mistério do Amor e, portanto, mais profundamente vivas.

Saudações e carinhos!
Eugênia Pickina

Anúncios

Sobre Eugênia Pickina

Este blog surgiu de uma necessidade criativa, muito ligada ao desejo de partilhar experiências e perguntas, mas algo independente de prazos ou de Krónos. Pertenci, anos atrás, ao mundo acadêmico (professora de Filosofia do Direito). Mas um dia fui capturada pela terapia floral e hoje procuro me dedicar às práticas de educadora e jardinista (gosto de sugerir essências para crianças, mães/pais, e mesmo todo ser humano que precise de cuidados florais... Atendo também projetos sociais implicados com crianças e famílias disfuncionais/em risco. Para finalizar, porque senão isso fica muito longo, adoro literatura e fotografia e tudo que nos impulsione a viver vivos, levando a sério o fato de estarmos aqui para "mais um dia de colégio"...

Escreva seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s