Oração pelos antepassados – um rito de cura

Padrão

20121122-125331.jpg

Há uma ideia implicada no conceito de ancestralidade: hábitos e decisões que tomamos nos afetam e, possivelmente, nossos descendentes, ou seja, as gerações posteriores. Logo, nossos ancestrais e seus padrões e hábitos reiterados pelo tempo podem nos alcançar e gerar consequências (ou interferências psíquicoemocionais) com as quais temos de lidar, de maneira inconsciente ou consciente – como “maldições” ou bênçãos. Nós somos, desse modo, portadores de um carma familiar, obrigados a administrá-lo.
Podemos, desse modo, repetir padrões e erros acumulados na memória do campo familiar a que pertencemos, ou, através de um cuidado atento (que envolve algumas práticas/métodos), criar uma alternativa de “limpeza e liberação” e, com isso, dar fortalecimento apenas aos hábitos luminosos acumulados pela nossa linhagem familiar.Cada geração deve levar adiante a trajetória evolutiva da ancestralidade, fazendo o melhor uso das bênçãos daqueles que vieram antes, sem ignorar um fato singelo: é salutar dissolver os padrões distorcidos, sombrios, que formam a memória comum dos ancestrais.
Infelizmente, como não temos um conhecimento claro dos padrões ancestrais,  por consequência, ficamos sujeitos aos mesmos sem modificar a sua influência sobre nós, já que estes padrões familiares operam de forma inconsciente.
Grande parte de nossos padrões de comportamento, de pensamento e até de sentimento, sofrem influência de nossos ancestrais, e isso envolve, por exemplo, a inclinação para certos aspectos ligados à ideia de abundância (escassez), a formas de adoecer etc., que se repetem na linhagem familiar.
No entanto, de modo simples, podemos, através de um ritual de oração aos ancestrais, acionar recursos internos para soltar a parte do carma familiar que não nos cabe, que nos faz repetir padrões nocivos à nossa existência, ajudando a limpar nossa mente e nossas emoções de padrões do passado que nos mantêm ainda hoje presos a experiências negativas.
Desse modo, registro aqui uma oração extraída de um livro de Roberto Crema, destinada aos antepassados. Você poderá recitá-la durante vinte e dois dias ou enquanto sentir necessária. Certamente, esta prática continuada ativará a limpeza da sua linhagem e lhe integrará, de forma clara ou sutil, às (suas) riquezas ancestrais, criando uma (nova) realidade para si mesmo, para os seus descendentes, sem deixar de aliviar, liberar e iluminar aqueles que vieram antes de você…

ORAÇÃO DOS ANTEPASSADOS
Mãe Maria
Mãe de todos nós, Mãe da Vida
Na qualidade de sua(seu) filha(o) e filha(o) de Deus
Eu lhe peço
Derrame suas Bençãos e Graças em todos aqueles que deram origem à minha
família,
libertando-os e desfazendo todo o mal hereditário que pesa sobre nós.
Desfaça toda a aliança, todo o ciclo viciado, que meus antepassados
contraíram no mal (Violências, guerras, mortes súbitas, assassinatos,
doenças do mal, dores e sofrimentos, compulsão, vícios…).
Mãe Cheia de Graça
Anula agora toda a operação maléfica que viemos herdando de geração em
geração, ao longo dos tempos
Que os nossos ancestrais sejam perdoados:
Que eles sejam livres para Te servirem…
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo,
Amém
(Cf. Antigos e Novos Terapeutas – Uma abordagem
transdisciplinar em Terapia
. Roberto Crema.)

Por fim, não podemos deixar de mencionar a existência de essências florais específicas que podem, a sua maneira e também tangenciando o liminar da inconsciência sobre os próprios padrões familiares a que pertencemos, auxiliar na purificação e desprendimento dos mesmos, impulsionando-nos para uma vida mais livre e, quiçá, feliz.

Saudações e carinhos.
Eugênia Pickina

Leia também: Joshua Tree e o campo ancestral

Anúncios

Sobre Eugênia Pickina

Este blog surgiu de uma necessidade criativa, muito ligada ao desejo de partilhar experiências e perguntas, mas algo independente de prazos ou de Krónos. Pertenci, anos atrás, ao mundo acadêmico (professora de Filosofia do Direito). Mas um dia fui capturada pela terapia floral e hoje procuro me dedicar às práticas de educadora e jardinista (gosto de sugerir essências para crianças, mães/pais, e mesmo todo ser humano que precise de cuidados florais... Atendo também projetos sociais implicados com crianças e famílias disfuncionais/em risco. Para finalizar, porque senão isso fica muito longo, adoro literatura e fotografia e tudo que nos impulsione a viver vivos, levando a sério o fato de estarmos aqui para "mais um dia de colégio"...

Escreva seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s