Madalena

Padrão

20130329-102720.jpg

Tempo de Páscoa é renovação.
E se há uma Mulher que eu reverencio desde sempre e agora é Maria de Madalena.
Em toda a trajetória de Jesus, que relembramos por esse tempo, ela sempre esteve ao seu lado.
Mas discriminada na época pela fariseus e rabinos, Maria Madalena foi aceita por Jesus, pois ele sabia sua missão na terra.
Uma Shakti poderosa que amava a dança, reverenciando o feminino, e com isso estava além de todas as mulheres da sua época.
Uma Shakti poderosa, discípula fiel e companheira esteve com o Mestre do começo até o fim da sua jornada na Terra.
Na última ceia era ela a décima terceira discípula, não reconhecida pelos homens e pela igreja, ela estava lá ocupando lugar de destaque ao lado do Mestre! Descrita como pecadora, a igreja se refere a ela como prostituta e arrependida, quando na verdade não havia nada do qual tivesse que se arrepender, pelo contrário, sabia da sua missão ao lado do amado. Perfumar com os óleos mais puros os pés do Mestre, se emocionar, é a maior honraria dada aos escolhidos.
Algumas escrituras dizem que o fato do corpo de Jesus ter sido embalsamado por ela a indicaria como sua esposa, porque às esposas cabia essa função. Do contrário, a função caberia às mães judias, isto é, embalsamarem seus filhos solteiros. Quando também nas escrituras citam Jesus pregando nas sinagogas há uma indicação de ser ele um homem casado, pois só podiam pregar nas sinagogas e serem rabinos homens que fossem casados.
Polêmicas à parte, devemos nos ater à figura dessa mulher forte e cheia de luz que quebrou paradigmas, rompeu barreiras e com sua luz entrou para a história.
Além disso, tem também seu evangelho desconhecido por muitos. Um evangelho voltado as mulheres,com muitas orientações belas. A Rosa Sagrada de cinco pontas é seu símbolo que reverência o Sagrado Feminino.
Conta-se também que depois da morte de Jesus ela partiu para a França com Lázaro e lá continuou sua missão. Com a inquisição, ainda, narra-se que ela teria sido jogada ao mar em um barco sem leme e sem mantimentos, para ser morta, mas foi recolhida pelos ciganos,tendo um papel de destaque, vindo a ser conhecida e reverenciada por eles como Santa Sara Kali.
Santa Sara é protetora de todas as mulheres na hora do parto, da família, dos desesperados, ofendidos e desamparados.
Particularmente, reverencio essa Mulher de luz. A força de Maria Madalena, contrastada com a arrogância dos fariseus discriminadores, nos dá uma forte lição.
E Jesus, ao aceitar o amor e a presença de Maria Madalena como discípula, repreendeu a ‘justiça” arrogante que demonstraram aqueles homens e mulheres julgadores, indicou a grande importância da sinceridade do coração, da devoção e da supremacia do amor maior.
Jesus ressaltou a importância da mulher quando elas eram totalmente ignoradas, desrespeitadas. E esse reconhecimento feito por Cristo nos orienta como devemos respeitar nossa força interior, nossos dons.
Maria Madalena demonstra claramente o poder transformador de uma pessoa de dentro para fora, da alquimia feminina que carrega em si um poder divino, intuitivo e iluminado. Ave Maria de Magdala!!Santa Sara Kali!
Que ela nos abençoe na sua luz divina e cheia de amor.
Que todos tenha uma Páscoa abençoada

Com amor e em amor!
Tereza Ananda Hayaam
Tereza Valler

Anúncios

Escreva seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s